A Advogar Oficina de Advocacia, as ações do Sebrae em SE e a implantação do BIM nas construtoras foram temas da reunião da ASEOPP

A  reunião-almoço da Associação Sergipana de Obras Públicas  e Privadas – ASEOPP desta semana, realizada no Hotel Quality, foi bastante concorrida com a apresentação da Advogar Oficina de Advocacia, das ações do Sebrae e a necessidade legal da implantação do BIM nas construtoras. Na apresentação, o presidente da ASEOPP, Luciano Barreto, destacou a importância dos temas abordados e a preocupação em cada dia ajudar no desenvolvimento de Sergipe.

Advogar Oficina de Advocacia – O advogado Eduardo Ribeiro, responsável pelo escritório de advocacia com 40 anos de experiência no mercado sergipano, apresentou a Advogar Oficina de Advocacia. “A Advogar nasceu com a preocupação de contribuir de alguma forma para as novas gerações de advogados”, explicou, Eduardo Ribeiro acrescentando que o mundo exige advogados atuando com uma nova estrutura. “É diferente de quando começamos onde fazíamos tudo praticamente sozinhos. Pretendemos contextualizar os novos advogados nas exigências da modernidade”, explicou.

A diretora da Advogar Oficina, Clarisse Ribeiro fez uma rápida explanação sobre o primeiro curso que será realizado sobre Compliance Corporativo no final deste mês em Aracaju. Detalhes e inscrições aqui: https://advogaroficial.com.br/compliance-corporativo  Clarisse destacou a importância das empresas as exigências da prática de Compliance já que Aracaju foi a primeira capital do Nordeste a aprovar uma lei municipal. Já Maurício Matias, que assessora a Advogar Oficina e tem uma vasta experiência na implantação da Compliance disse que é uma mudança de visão e um caminho sem volta e quem não se adiantar e deixar para fazer depois perderá espaço no mercado.

Acese e Sebrae – Já Marcos Pinheiro presidente da Associação Comercial de Sergipe e presidente do Conselho de Gestão do Sebrae/SE, fez um breve retrospecto da associação e do Sebrae em Sergipe. Marcos pontou as diversas áreas de atuação do Sebrae em Sergipe, tendo no ano  de 2019, 27 projetos com um volume de recursos na ordem de R$ 21 milhões. Ele deu como exemplo de intervenções do Sebrae para ajudar a solucionar problemas em alguns segmentos da economia. “Tentamos sanar entraves por conta de uma visão caolha que ofusca melhorias para alguns segmentos”, explicou. Marcos Pinheiro conclamou a união das entidades empresariais para alcançar os objetivos. “O país não pode mais entregar seu destino apenas a classe política”, reforçou.

BIM nas construtoras – Os representantes da Câmara Brasileira de BIM (Building Information Modeling) em Sergipe, Dilson e Maurício reforçaram a necessidade das construtoras implantarem a plataforma por conta do decreto presidencial que a partir de 2021 será exigida a referida implantação para obras com financiamento federal. Os dois destacaram que a plataforma BIN ajuda não só os controles internos das empresas, mas também o controle dos órgãos que fiscalizam as obras públicas dentro de projetos qualificados e orçados do início até o final da obra dentro de um planejamento. Os dois anunciaram a realização no próximo dia 31 de agosto do 2º SeBIM-SE, um seminário realizado pela CBIM-SE com a presença de palestrantes de reconhecimento nacional. Inscrições:

https://www.sympla.com.br/2-sebim—se__600565